Orgasmos Múltiplos

Decifrando o Orgasmo

Conheça o caminho que leva homens e mulheres
ao tão desejado orgasmo múltiplo

 

Para compreender o significado da expressão ‘orgasmos múltiplos’, primeiro temos que definir o que é o orgasmo. O orgasmo é o auge da excitação na relação sexual de ambos os sexos. Dura em torno de seis segundos para o homem e de seis a oito segundos em média para a mulher, e pode ser obtido por meio da atividade sexual ou da masturbação. A musculatura se contrai, a respiração acelera, o corpo experimenta uma grande sensação de prazer e euforia seguida de um relaxamento, o período de refração.

Orgasmos múltiplos

O nível de excitação dos homens tem uma queda após a ejaculação, o que os difere das mulheres, que, se estimuladas, antes de entrarem no período refratário, podem chegar a ter outros orgasmos. Essas sensações desencadeadas uma após a outra, de forma contínua, é o que chamamos de orgasmos múltiplos. O espaço de tempo entre as sensações orgásticas varia, pode demorar segundos ou até mesmo minutos. Essa é uma condição fisiológica da mulher, entretanto, por questões físicas ou psicológicas, muitas têm dificuldade até mesmo de conseguir um único orgasmo. A falta de orgasmo é chamada de anorgasmia.

Exercícios tântricos

Por intermédio da prática dos milenares exercícios tântricos, homens e mulheres afirmam que são capazes de sentir ondas orgásticas intermitentes. Para tanto, executam as técnicas de controle da respiração, meditações, entre outras. Interessante é perceber que essas técnicas podem ajudar até mesmo aquelas mulheres que sofrem de anorgasmia. De acordo com uma pesquisa realizada pela Durex Global Sex Survey, 78% das mulheres brasileiras não conseguem chegar ao orgasmo durante a relação sexual.

Com a prática constante dos exercícios, alguns homens conseguem ter múltiplos orgasmos consecutivos, sem ejaculação. Esclareça-se que ejaculação é a saída do líquido seminal, e a percepção do orgasmo ocorre no cérebro.

De acordo com a visão tântrica, o homem que não ejacula consegue energia para prolongar a atividade sexual. Vale ressaltar que tal fato não acontece de uma hora para outra. Em geral, são necessários seis meses de treino ou mais para que a ejaculação seja controlada.

Com orgasmos intermitentes ou não, as sensações dos orgasmos comuns, conhecidas pela maior parte dos homens e mulheres, tendem a virar assunto do passado. Depois que as técnicas tântricas são disseminadas, passamos a observar o orgasmo como ele realmente é: um espasmo nervoso que dura poucos segundos e que não permite a nossa plena realização sexual.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *